Como funciona a logística de vinhos?

Os modais logísticos são inúmeros, como o rodoviário, ferroviário, aéreo e aquaviário, contudo, quando falamos em vinho, a logística necessita ser precisa, por isso, Marco Antônio Carbonari, empresário experiente no ramo de vinhos, a convite de nossa redação fala sobre a logística de vinhos. 

O vinho é uma bebida milenar, possui singularidades que a tornam amplamente consumida pelo mundo todo e repleta de benefícios para quem a consome. Por isso, Marco Antônio Carbonari, especialista em vinhos, explica que o transporte do vinho precisa ser feito da forma correta, visando estabelecer as propriedades do vinho. 

Temperatura

O empresário Marco Antônio Carbonari afirma que o veículo que realizará o transporte das garrafas precisa ser climatizado, pois as altas temperaturas e a incidência solar podem interferir nas propriedades dos vinhos, ocasionando em sua oxidação, desse modo, um clima ameno é ideal para os vinhos.

Trepidação 

Outro ponto importante para a logística de vinhos, segundo o empresário Marco Antônio Carbonari é a trepidação. Sabe-se que muitas estradas no Brasil não possuem um asfalto adequado para carros e caminhões, trata-se de um problema, pois, como dito, o vinho é uma bebida delicada, por isso, Marco Antônio Carbonari salienta que após a entrega dos rótulos pelas transportadoras, os compradores precisam repousar a garrafa por até um mês.

Segurança das garrafas

No sentido de trepidação mencionado, é necessário que a logística de vinhos seja feita de uma maneira planejada. O empresário Marco Antônio Carbonari enfatiza a importância de manter as garrafas em caixas adequadas para que seus rótulos não quebrem ou rachem. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui