Conheça o fusca elétrico: a junção do clássico com o moderno

Marcio Alario Esteves
Marcio Alario Esteves

O empresário Marcio Alario Esteves é apaixonado por tecnologia e por carros, em especial, os modelos clássicos, dessa forma, unindo seu amor por ambos os temas, fala à nossa redação sobre um clássico moderno: fusca elétrico. Saiba mais sobre o fenômeno:

O primeiro fusca foi lançado em 1935 suprindo uma necessidade de desempenho e economia, tornou-se um dos carros mais vendidos em todo o mundo. O empresário Marcio Alario Esteves ressalta sua enorme e pungente produção em território braasilerio:

“Foram mais de 40 anos produzindo e vendendo e há, ainda hoje, amantes de veículos antigos, sobretudo, fuscas, espalhados pelo país. Eles vão em eventos e confraternizações e adquirem raridades”, narra Marcio Alario Esteves.

Dessa maneira, entusiasmo, Marcio Alario Esteves fala sobre um dos últimos modelos que foram exibidos no Salão de Automóvel em Xangai, na China. O modelo imita perfeitamente o design do clássico, contudo, compartimento elétrico e modernidade são diferenciais, obviamente.

Segundo Marcio Alario Esteves o modelo retrô lembra e muito o fusca, mas não é considerado um, na verdade, o modelo possui a alcunha de ORA Punk Cat, contudo, é impossível não associar a enorme similaridade dos modelos.

O ORA Punk Cat conta com um design clássico, assim como do o antigo e lindo Fusca, contudo, conta com quatro portas e claro, é elétrico. Além  disso, conta com uma enorme modernidade implementada em seu painel, bem como em todo o conjunto do carro.

A similaridade é tamanha que há indícios que a Volkswagen possa recorrer quanto ao design imposto ao modelo chines, contudo, os processos e embargos jurídicos são grandes e não é prevista uma luta judicial de empresas tão fortes. O empresário Marcio Alario Esteves afirma que movimentações como essas, podem ocasionar em rompimento de negócios nos países e acaba causando prejuízos, por isso, ainda é algo baseado em suposições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui