Já classificado, Brasil tenta alcançar feito que não consegue desde o ‘quadrado mágico’ de Ronaldinho

Classificada para as oitavas de final, a seleção brasileira entra em campo às 16 horas (de Brasília) desta sexta-feira, 2, para tentar atingir um feito importante diante de Camarões, no Lusail Stadium, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Catar. Caso confirme o favoritismo e ganhe dos camaroneses, o Brasil terminará a etapa com 100% de aproveitamento, algo que não acontece desde o Mundial de 2006. Na ocasião, o grupo treinado por Carlos Alberto Parreira tinha em seu setor ofensivo um “quadrado mágico” formado por Ronaldinho Gaúcho, Kaká, Adriano e Ronaldo Fenômeno. A equipe ganhou de Austrália, Croácia e Japão na fase inicial e superou Gana nas oitavas de final, mas caiu para a França nas quartas. Desde então, a Canarinho sempre passou no primeiro lugar de seu grupo, mas nunca com três vitórias – veja o retrospecto ao final da matéria.

Para o encontro com os “Leões Indomáveis”, a seleção brasileira entrará com um time totalmente reserva, já pensando nas oitavas de final. Preocupado com o alto número de lesões, o técnico Tite anunciou que também fará mudanças para testar alguns jogadores – até o momento, 19 dos 26 convocados representaram o país no Catar. Assim, uma provável escalação tem: Ederson, Daniel Alves, Éder Militão, Bremer e Alex Telles; Fabinho, Fred (Bruno Guimarães) e Rodrygo (Everton Ribeiro); Antony, Gabriel Jesus (Pedro) e Gabriel Martinelli. Com seis pontos, a Amarelinha precisa de apenas um empate para encerrar a fase inicial na liderança do Grupo G. Assim, a equipe brasileira teria como próximo adversário o segundo colocado da chave H, que tem Portugal, Gana, Uruguai e Coreia do Sul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui